11°C 14°C
Porto Alegre, RS
Publicidade

Lula sanciona taxação de compras internacionais de até 50 dólares

Durante a reunião, Lula assinou ainda decreto para instaurar uma política nacional integrada para a primeira infância.

27/06/2024 às 22h33 Atualizada em 27/06/2024 às 22h38
Por: Redação Fonte: Agência Brasil
Compartilhe:
Foto: Divulgação/TV Brasil / Divulgação Diário de Porto Alegre
Foto: Divulgação/TV Brasil / Divulgação Diário de Porto Alegre

O presidente Luíz Inácio Lula da Silva sancionou nesta quinta-feira (27) a lei que estabelece a taxação de compras internacionais de até US$ 50 (cerca de R$ 250), então isentas de imposto de importação. O novo texto inclui uma cobrança de 20% sobre o valor de compras dentro desse limite, muito comuns em sites internacionais como Shopee, AliExpress e Shein.

A taxação foi incluída no programa Mobilidade Verde e Inovação (Mover), que cria incentivos para a fabricação de veículos menos poluentes. O texto foi aprovado na Câmara dos Deputados no último dia 11, por 380 votos contra 26, e a sanção ocorreu durante a 3ª Reunião Plenária do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável, o Conselhão.

Originalmente apresentado pelo governo federal, o projeto Mover prevê R$ 19,3 bilhões em incentivos, durante cinco anos, e redução de impostos para pesquisas e desenvolvimento de tecnologias e produção de veículos que emitam menos gases do efeito estufa, responsáveis pelo aquecimento da terra e pelas mudanças climáticas.

 

Primeira infância

Durante a reunião, Lula assinou ainda decreto para instaurar uma política nacional integrada para a primeira infância. O texto tem como base propostas elaboradas por um grupo de trabalho e entregues ao governo federal no último dia 13, com estratégias integradas entre diferentes áreas da administração federal para a priorizar crianças de até 6 anos de idade – sobretudo as que estão em situações de vulnerabilidade.

 

Outros decretos

Também foi assinado decreto que trata de projetos tecnológicos de alto impacto. A iniciativa tem, dentre outros objetivos, ampliar a cooperação entre instituições cientificas e empresas, além de estimular projetos sustentáveis, impulsionar a produção industrial de alto valor agregável e estimular o desenvolvimento de polos tecnológicos.

O presidente assinou ainda mais um decreto que institui estratégia nacional da economia circular. A proposta do governo federal é promover a transição do atual modelo de produção linear para uma economia circular, que incentiva o uso eficiente de recursos naturais e de práticas sustentáveis ao longo da cadeia produtiva.

 

Bruno Ortega
Sobre o blog/coluna
Bruno Ortega escreve para o portal Diário de Porto Alegre e acredita no Jornalismo comprometido com a verdade dos fatos e com a ética, trazendo sempre os principais fatos de Porto Alegre e região, além dos destaques nacionais e da mídia.
Ver notícias
Porto Alegre, RS
13°
Chuvas esparsas

Mín. 11° Máx. 14°

13° Sensação
4.02km/h Vento
97% Umidade
100% (30.29mm) Chance de chuva
07h19 Nascer do sol
05h41 Pôr do sol
Seg 17° 13°
Ter 19° 12°
Qua 20° 13°
Qui 20° 12°
Sex 23° 13°
Atualizado às 03h05
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 +0,00%
Euro
R$ 5,93 +0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,05%
Bitcoin
R$ 345,020,82 +4,08%
Ibovespa
128,896,98 pts 0.47%
Publicidade
Publicidade
Publicidade